segunda-feira, 17 de julho de 2017

domingo, 26 de junho de 2016

A PELE DA SERPENTE

A PELE DA SERPENTE

Quantas troquei? Perdi a conta. 
Quantas ainda trocarei? Só sabe o Deus. 
Aquele dos desvalidos e dos vencedores. 
Aquele dos sem voz e dos oradores. 
Aquele dos impotentes e dos poderosos. 
Aquele invisível aos cegos desesperançados. 
Aquele que um dia me verá e dirá: " a sua pele derradeira a mim pertence". 
E eu a vestirei sorrindo.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Preludio#1 Clarineta e Piano

A Valsa - Nádya de Carvalho - Uma Homenagem a Claudio Botelho

Balada para um Velho Sátiro - Nádya de Carvalho

domingo, 24 de novembro de 2013